IT Forum 365
Carreira #2: CIO que fomenta inovação na TI durante crise ganha projeção

Carreira #2: CIO que fomenta inovação na TI durante crise ganha projeção

É durante os momentos político-econômicos mais complexos, como o enfrentado pelo Brasil nos últimos tempos, que se abrem oportunidades para o CIO formular, com ajuda da TI, saídas inovadoras para o negócio. E, na visão de especialistas, a virada de ano é um ótimo momento para definir metas e projetos para os 12 meses seguintes, reforçando não somente o posicionamento da companhia no mercado, mas a própria projeção do líder.

Leia o whitepaper “Omni-Channel transformando a Experiência do Consumidor” e entenda a importância de a empresa interagir com o cliente em todos os canais.

Na visão de Fabio Saad, gerente sênior da Robert Half, o CIO está em lugar privilegiado, porque quem pode endereçar o desafio é, exatamente, a TI. “Ferramentas como Analytics e Business Inteligence ajudam a saber como interagir com o cliente.”

Para a inovação não ficar presa ao papel, é preciso identificar o que o mercado exige. “Cada vez mais fala-se na demanda em TI orientada a resultado, em um CIO que seja muito próximo do negócio, que consiga articular e envolver e em uma área de tecnologia que tenha postura proativa, sendo centro de receita e não despesas”, avalia Guilherme Petreche, diretor da Page Executive, parte do PageGroup. Assim, é fundamental desenvolver uma visão mais empreendedora do que operacional e incentivar a inovação, seja fomentando discussões ou mesmo bonificando diretamente colaboradores que contribuírem para essa cultura.

“Quando o cenário está fácil, é muito comum todo mundo ganhar um parabéns. Quando está difícil, aqueles que encaram os desafios se destacam”, sintetiza o executivo da Robert Half.

Em estruturas maiores, o departamento se beneficia com uma vertical orientada aos negócios que se aproxime dos clientes internos para ouvi-los e atendê-los de forma mais ativa. “Também é interessante ter uma área de projetos muito sólida, com acompanhamento do CMO”, complementa Petreche. Esses investimentos em inovação revertem-se em novas tecnologias e paradigmas focados em beneficiar o negócio. “Um exemplo, principalmente no varejo, é o omni-channel, em que usuário e cliente têm uma experiencia única independente do canal da compra. Quando pensamos em OC, TI está extremamente envolvida”, lembra Saad.

Não podemos esquecer da estratégia conhecida como TI Bimodal, que separa a estrutura em uma frente ágil e inovadora e outra segura e tradicional – leia um especial que detalha sua aplicação: CIO deve encabeçar jornada que alia tradição e inovação.

Saiba mais

Omni-channel é a evolução do CRM?

Comunicação #1: 3 exemplos de como o diálogo ajuda o CIO a ser um líder melhor

Como migrar do CIO “bombeiro” para propositivo

Esta é a segunda parte do especial sobre balanço e planejamento. Leia a anterior:

Carreira #1: Balanço do ano ajuda CIO a se preparar para 2016

Comentários

Notícias Relacionadas

IT Mídia S.A.

Copyright 2016 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.