IT Forum 365
Renata Marques_modificado

“É importante despertar o lado humano da TI”, diz Renata Marques, da Whirlpool

Executiva concilia o trabalho com o auxílio a projetos beneficentes e faz questão de envolver sua equipe nisso – para ela, um dos segredos de uma liderança eficaz é conseguir harmonizar o trabalho

O dia começa cedo para Renata Marques, CIO da Whirlpool. No caminho para o trabalho – que dura cerca de duas horas – ela faz reuniões por hangout com seu time de TI para decidir o andamento das atividades, que não estão focadas apenas na parte operacional, mas também em projetos e inovação. “Estou atenta a tudo que acontece na empresa e em como a TI pode contribuir para o sucesso do negócio, e estimulo minha equipe a isso”, explica.

Incentivada pelo pai a cursar computação, Renata começou a carreira cedo, aos 17 anos. Nascida em Mogi das Cruzes (São Paulo), trabalhou como instrutora de uma escola de informática antes de entrar na faculdade, aspecto crucial para seu desenvolvimento. “Aprendi muito, já que iniciei  com a prática. Foi lá que minha carreira começou”, ressalta. Com passagens por multinacionais, Renata teve a oportunidade de liderar projetos globais de TI, como nos Estados Unidos, onde morou com suas duas filhas e o marido por três anos. “A experiência serviu como um aprendizado, já que o contato com outras culturas ajudou no desenvolvimento de minhas filhas e amadureceu toda família”.

Essas experiências ensinaram à Renata a importância de ajudar (e ouvir) o outro – seja como professora na escola de informática, seja pela vivência com outras culturas. Aspecto aliás, que permeia hoje toda a sua gestão. Tendo como paixão o voluntariado, faz questão de envolver sua equipe nesse trabalho. “Já criei campanhas de arrecadação em que o time todo ajudou, cada um de seu jeito. Acredito que trazendo essa paixão para dentro da empresa, consigo despertar o lado mais humano de todos. Em tecnologia estamos muito ligados à lógica, então é importante ter esse equilíbrio”, diz. Para ela, o segredo para liderar um time, é saber orquestrar as habilidades de todos e harmonizar o trabalho.

A executiva é, ainda, mentora de empreendedores sociais, com trabalhos em projetos beneficentes e ONGs. “Com o conhecimento que adquiri durante minha carreira, auxílio pessoas a encontrar soluções e ferramentas para ajudar o próximo. Sempre gostei disso. Se faço uma festa de aniversário, por exemplo, monto um ‘cantinho do voluntariado’ e peço que os presentes sejam doações para àqueles que precisam. Isso é muito gratificante para mim”, diz Renata ressaltando que participa de um projeto social de ajuda a moradores de rua, criado por uma de suas filhas.

Esta matéria faz parte de uma iniciativa da DXC para inspirar os executivos de TI, chamada “Inspiração CIO”. Acompanhe as próximas.

Saiba mais:
De CIO para CDO: 4 desafios dessa transição
Na contramão do mercado, 50% dos CIOs pretendem ampliar a equipe

 

 

Comentários

Notícias Relacionadas

IT Mídia S.A.

Copyright 2016 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.