IT Forum 365
Open innovation e visão multidisciplinar

Open innovation e visão multidisciplinar

Ao se engajar mais em projetos de inovação, o CIO, eventualmente, se depara com o conceito de open innovation, ou inovação aberta, que estimula a promoção de ideias que contribuam para melhorar o desenvolvimento de produtos dentro de uma empresa. “Isso é o presente e futuro da área de TI e inovação”, diz o professor de inovação da Fundação Dom Cabral Hugo Tadeu.

Segundo Tadeu, open innovation é um conceito no qual as áreas de tecnologia e pesquisa se unem e buscam alinhamento para atrair cientistas e pesquisadores. “O conceito moderno é o innovation chain (cadeia da inovação), no qual se usa uma série de plataformas da internet para buscar opiniões, clientes, fornecedores e parceiros para alimentar o sistema. O processo de inovação é trazer uma ideia, peneirá-la mundo afora e aplicá-la dentro do planejamento estratégico da empresa”, explica.

Para o consultor e CEO da Litteris Consulting, Cezar Taurion, o conceito é uma ótima ferramenta para acelerar a inovação. “O ritmo de expansão do conhecimento humano aumenta, a velocidade das mudanças é cada vez maior e as pesquisas devem trazer retorno mais rapidamente do que antes. No setor de TI, a visão prática do mundo real é absolutamente fundamental para que as inovações sejam bem sucedidas”, destaca.

Taurion ressalta que é essencial que o CIO torne-se Chief Innovation Officer, lembrando que muitas ideias estão fora das empresas e do setor de TI. “Abrindo a possibilidade de outras áreas da empresa e mesmo parceiros e clientes colaborarem, cria-se um ambiente propício para inovar”, diz. Outro conceito, o de crowdsourcing, permite que haja acesso a uma inteligência coletiva. “Open innovation e crowdsourcing são pares”, salienta.

Para ter essa visão multidisciplinar, o CIO deve ler relatórios de outras empresas, participar de eventos, estudar sobre setores diferentes do que atua e sair da tecnicidade. Isso envolve também um processo de mudança na cultura de gestão organizacional. “O CIO deve ser um líder”, diz Hugo Tadeu. “Mas o que observamos é que o CIO líder tem uma postura de poder, comando e controle e precisa reaprender a trabalhar e a fazer perguntas por questões óbvias de alinhamento”. Cezar Taurion complementa dizendo que o maior desafio é romper com a mentalidade de querer fazer tudo internamente e assumir que o papel do CIO é trazer soluções, sejam elas oriundas de dentro ou de fora.

Comentários

Notícias Relacionadas

IT Mídia S.A.

Copyright 2016 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.