IT Forum 365
Depositphotos_136452680_l-2015

Blockchain: os benefícios além da segurança

Redução de custos com infraestrutura e criação de serviços são dois deles; CIO deve se questionar sobre quais as possibilidades da tecnologia e que problemas pode resolver

O blockchain – tecnologia de distribuição eletrônica que utiliza algoritmos de software para gravar e confirmar transações com confiabilidade e anonimato, antes utilizado apenas como infraestrutura para as transações de bitcoin (moeda digital) – tem chamado a atenção de companhias no mundo todo. Percebeu-se que sua aplicação pode ir além do mercado financeiro, pois garante registro seguro a qualquer informação relevante, como contrato, propriedade de imóvel, registro acadêmico ou serviço intelectual.

Apesar de ainda haver um longo caminho pela frente para a adoção completa do blockchain, há um crescente interesse dos executivos de TI pela tecnologia devido ao seu poder de disrupção, como explica o consultor Cezar Taurion, sócio e head de transformação digital da Kick Ventures. “Estamos no início da curva de aprendizado, e a implementação de uma aplicação utilizando blockchain ainda é tecnicamente complexa, já que há poucas tecnologias, padrões e frameworks disponíveis que sejam realmente maduros, mas é preciso olhar para seu potencial desde já”, completa. Segundo ele, é essencial que os CIOs pensem além: blockchain é apenas uma tecnologia que permite melhorar a segurança de processos? Quais problemas pode resolver? “Como respostas podemos ter aplicações de impacto imediato na redução de custos, aumento da eficiência de processos, maior velocidade nas transações, eliminando tarefas, e redução de fraudes”, afirma Taurion.

Isso porque, mesmo modelos de negócios inovadores, como plataformas centralizadas que têm como base intermediar uma transação de valor, estão em risco potencial de sofrer disrupção, já que o mesmo serviço pode ser fornecido por interações peer-to-peer, arquitetura de redes de computadores no qual cada um dos pontos ou nós da rede funciona tanto como cliente, quanto como servidor, permitindo compartilhamentos de serviços e dados sem a necessidade de um servidor central.

“O fato de a tecnologia ser inviolável e sem necessidade de validação de nenhuma autoridade pode auxiliar as empresas a resolverem inúmeros desafios”, diz Almir Meira Alves, professor dos cursos graduação e MBA da Faculdade de Informática e Administração Paulista (Fiap).

Veja, a seguir, os principais benefícios:

1. Redução de custos com segurança e infraestrutura
Por se tratar de um banco de dados disponível na rede de computadores, permite armazenar informações com segurança e transparência, tendo como reflexo a redução de custos com infraestrutura em TI.

2. Aumento da produtividade
Os recursos, o tempo e a energia atualmente destinados a alguns pontos da infraestrutura de TI, segurança da informação e auditorias podem ser destinados a outras atividades estratégicas das organizações, gerando maior produtividade e economia. Isso porque algumas aplicações em blockchain simplificam processos e, consequentemente, reduzem os esforços de trabalho em cima deles.

3. Geração de serviços
As empresas têm a opção de criar produtos e serviços com base no blockchain, como as especializadas em consultoria para apoiar a transição do modelo atual de processos, segurança da informação e auditoria. Outro exemplo são as fábricas que podem, em sua cadeia logística, construir um rastreamento de produtos mais seguro e rápido; há ganho, ainda, na geração de modelos de negócios mais ágeis em empresas de propriedade intelectual.

4. Transparência das informações, frente ao governo e à sociedade
Se a tecnologia realmente se consolidar no acompanhamento da contabilidade e das finanças públicas, monitorada por participantes da rede de computadores, sem a necessidade de auditoria e uma autoridade central, será muito eficaz para combater a  corrupção em governos e empresas.  

A partir do momento em que é possível armazenar uma informação no blockchain, ela será perpétua, confidencial e impossível de ser alterada sem o conhecimento de todos os integrantes da cadeia. Assim, de forma mais acessível financeiramente, qualquer empresa pode garantir a autenticidade e transparência das suas atividades, otimizar seus processos com mais agilidade, além de obter maior segurança e controle das informações, sem a necessidade de intermediação de terceiros.

Esta é a terceira matéria do especial sobre blockchain. Leia as primeiras: Blockchain #1: aplicação vai além do mercado financeiro e Blockchain #2: 4 passos para criar um blockchain lab

Saiba mais:
As 3 tecnologias mais críticas para a transformação digital
Futuro: oito tecnologias cruciais até 2020
Segurança da informação: as 7 portas de entradas para os cibercrimes

Imagem: Depositphotos

Comentários

Notícias Relacionadas

IT Mídia S.A.

Copyright 2016 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.