IT Forum 365
artificial intelligence machine

Futuro: 4 vantagens do uso de robôs

A expectativa é de que máquinas e humanos trabalhem juntos e aumentem a produtividade e a competitividade das empresas; até 2019, haverá mais de 2,5 milhões de robôs industriais 

Por Chris Nerney*

Mais de 2,5 milhões de robôs industriais estarão trabalhando até 2019, de acordo com a Federação Internacional de Robótica (IFR). Esse valor representa uma taxa de crescimento anual média de 12% a partir deste ano.

Enquanto alguns profissionais se preocupam por, eventualmente, serem substituídos por uma máquina, a maioria imagina os robôs como aqueles que vão fornecer um serviço valioso (assumindo trabalhos entediantes), permitindo mais oportunidades de atuação para os humanos. E o IFR concorda.

No artigo The Impact of Robots on Productivity, Employment and Jobs (O impacto dos robôs na produtividade, contratações e empregos), o grupo apresentou uma série de razões pelas quais os robôs no local de trabalho irão beneficiar mais do que o lucro das companhias:

1. Aumentam a produtividade e a competitividade (quando usados de forma eficaz)
“Isso é especialmente importante para pequenas e médias empresas, que são o suporte principal das economias dos países desenvolvidos e em desenvolvimento”, afirma a IFR. “Também permitem que grandes companhias aumentem sua competitividade por meio do desenvolvimento e entrega de produtos de forma mais rápida. Atualmente, a maior ameaça ao emprego não é a automação, mas a incapacidade da empresa em se manter competitiva”.

2. O aumento da produtividade pode levar ao crescimento da demanda e, assim,  à criação de oportunidades de trabalho
“Isso pode ser visto dentro de uma organização individual, ao longo de uma cadeia de valor do setor industrial, e em outros setores, especialmente em serviços”.

3. A automação tem aumentado, de maneira global, a demanda trabalhista e impactado positivamente os salários
“Os robôs estão impulsionando o crescimento da procura por trabalhadores com mais habilidades, o que se reflete positivamente nos salários. A questão, aqui, é como permitir que os que recebem uma renda média e baixa possam treinar suas habilidades”.

4. Robôs complementam e aumentam o trabalho
“No futuro, robôs e humanos vão trabalhar juntos. Os robôs substituem as atividades trabalhistas, mas não os empregos. Menos de 10% dos trabalhos são totalmente automatizáveis. A automação oferece às pessoas a oportunidade de se concentrar em  tarefas mais qualificadas, de melhor qualidade e maior remuneração”.

Embora as conclusões sejam tranquilizadoras para os profissionais, a forma como essa tendência se desenrola dependerá, em grande parte, da capacidade dos líderes e acionistas em enxergar os robôs como mais do que uma maneira de reduzir custos e eliminar empregos. Por esse lado, não estou completamente convencido.

* Chris Nerney é escritor de tecnologia nas áreas de mobilidade, big data, data center e cloud computing.

Saiba mais:
Transformação digital: os impactos nas seguradoras de saúde
Inteligência artificial é decisiva para competitividade, diz Cezar Taurion
DevOps exige mudança de mentalidade

 

Imagem: Depositphotos

Comentários

Notícias Relacionadas

IT Mídia S.A.

Copyright 2016 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.