IT Forum 365
Futuro: oito tecnologias cruciais até 2020

Futuro: oito tecnologias cruciais até 2020

Inteligência artificial, realidade aumentada, blockchain, drones, Internet das Coisas, robôs, realidade virtual e impressão 3D são as tecnologias que mais vão afetar os negócios até 2020. É o que aponta a consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC), que analisou as 150 inovações publicadas no estudo “Tech Breakthroughs Megatrend” (“As tendências dos avanços da tecnologia”, em tradução livre).

Leia o whitepepar Business of Hacking e conheça as ameaças à segurança e como funciona o mercado dos crimes cibernéticos

Segundo a pesquisa, as novidades trazem ainda mais desafios aos CIOs e demais líderes, pois vão impactar todos os aspectos e processos das empresas, independentemente do porte da organização. “A rapidez do avanço tecnológico nos últimos anos tem deixado os líderes preocupados, pois fica cada vez mais difícil saber qual caminho ou tecnologia adotar para alavancar os negócios ou mesmo se proteger dos concorrentes”, diz Sergio Alexandre, sócio da PwC. 

Ele explica que os impactos vão passar pela criação de categorias profissionais, relação comercial com clientes, definição da estratégia de negócios e de gestão da empresa, e mudanças na área operacional, com o uso de drones, por exemplo, para melhorar a eficiência operacional e fornecer vantagem competitiva. Saiba mais sobre as oito tecnologias.

1. Inteligência artificial (AI)
Conceito composto de vários subcampos, como a aprendizagem da máquina, que se concentra no desenvolvimento de programas autodidatas. São algoritmos de software capazes de executar tarefas que normalmente precisam de inteligência humana, como percepção visual, reconhecimento de voz, tomada de decisão e tradução de um idioma.

2. Realidade aumentada (RA) 
Trata-se da adição de informação ou recursos visuais para o mundo físico, por meio de uma imagem gráfica e/ou sobreposição de áudio, com o intuito de melhorar a experiência do usuário em uma tarefa ou com um produto.

3. Blockchain 
Recibo de transações feitas por bitcoin, ou seja, uma plataforma de distribuição eletrônica que usa algoritmos de software para gravar e confirmar transações com confiabilidade e anonimato. As movimentações são compartilhadas entre várias partes e, uma vez inseridas, não podem ser alteradas.

4. Drones 
Veículos aéreos não tripulados controlados remotamente por pilotos ou de maneira autônoma por computadores de bordo em um plano de voo pré-definido.

5. Internet das Coisas (IoT) 
São objetos, como aparelhos e veículos, com sensores, software, capacidade de computação e acessíveis por uma conexão de rede que podem coletar e trocar dados pela internet, e que são monitorados ou controlados remotamente. 

6. Robôs 
Máquinas eletromecânicas ou agentes virtuais que automatizam, aumentam ou apoiam as atividades humanas, de forma autônoma ou de acordo com instruções pré-definidas. Drones também são robôs, mas têm um impacto maior nos negócios, com funções já bem definidas.

7. Realidade virtual (VR) 
É a simulação tridimensional de uma imagem ou um ambiente completo dentro de um espaço definido e contido, sendo possível interagir de forma realista. Pretende-se que a VR seja uma experiência imersiva e, normalmente, requer equipamentos como capacete e fones de ouvido.

8. Impressão 3D 
Técnica de fabricação utilizada para criar objetos tridimensionais, com base em modelos digitais, por meio de camadas sucessivas de materiais – a “impressão”. Essa técnica depende de material inovador, incluindo plástico, metal, vidro e madeira, que seriam as “tintas” da impressão. 

Saiba mais:
A Inteligência Artificial vai superar a capacidade humana?
Do combate ao crime à gestão de lixo: a revolução da IoT pelo mundo
As 5 lições de gestão do fenômeno Pokémon Go

Imagem: Pixabay


Comentários

Notícias Relacionadas

IT Mídia S.A.

Copyright 2016 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.