IT Forum 365
Revolução Industrial 2.0: a sua empresa está preparada?

Revolução Industrial 2.0: a sua empresa está preparada?

Bem-vindo à revolução industrial do século 21. Cada trabalho, empresa e existência individual está se transformando. A mudança é impulsionada pela abundância de capacidade computacional na ponta de nossos dedos.

Leia o whitepepar Business of Hacking e conheça as ameaças à segurança e como funciona o mercado dos crimes cibernéticos

Essa revolução é o resultado de uma confluência de eventos. A web convencional, antes eixo mais simples dos canais de comunicação, transformou-se em uma rede de de trocas ricas de dados com abrangência global, agora  impulsionada pelos fatores mobile, de mídias sociais e de dispositivos conectados, além das interações transacionais com potencial preditivo. Ao mesmo tempo, uma mudança profunda de plataforma vem ocorrendo. A web está migrando do desktop e da computação cliente-servidor para a plataforma SMAC (Social, Mobile, Analytics e Cloud Computing), conjunto fundamental de tecnologias de arquiteturas de TI de última geração. Cada um dos  elementos que a constitui tem potencial para reestruturar os processos existentes em qualquer parte do mundo.

Inovação de base
No século passado, a inovação surgia na parte das camadas superiores das organizações antes de se distribuir para as camadas subsequentes. Agora ela está borbulhando do piso térreo: nos consumidores e no posto organizacional e de arquivo. Considere o seguinte: quase todas as pessoas que andam pelo planeta possuem, hoje, um dispositivo móvel com a potência computacional de um supercomputador da década de 1970.

A chave para explorar esse poder transformador é entender de onde vêm as nova molas da revolução industrial. Ao longo dos últimos anos, ocorre  uma mudança decisiva nos pilares centrais da TI. Ela fez a transição de sistemas de relatório, baseados em dados do passado, para sistemas de previsão, com foco no futuro; de informações estruturadas para dados não estruturados; de analytics separados de processos para analytics perfeitamente incorporados em aplicações; e do processamento da informação em centros de dados para a beira da rede, ou edge computing

E isso é só o começo. O nexus of forces – mídia social, mobile, cloud computing e analytics – que apenas alguns anos atrás parecia exótica, é, agora, tendência. Impressão 3D, aprendizagem automática e robótica estão, provavelmente, indo para esse caminho.

Ascensão da empresa ágil
Como as empresas podem enfrentar a disrupção? Os líderes precisam reconhecer que a transformação digital não é simples. Processos e resultados vão ser, necessariamente, diferentes para cada empresa, que para ter sucesso, deve realizar a difícil tarefa de articular a sua posição no espaço digital e nas experiências de seus clientes.

Por meio de análises, a companhia tem, agora, a capacidade de compreender em níveis mais profundos como suas ofertas se enquadram na vida de seus clientes. Por exemplo, uma empresa de smartphones na China desenvolveu um modelo de negócio que dispensa programas e orçamentos de marketing em favor de iniciativas de colaboração com seus clientes. Ela lança versões do seu software e os ajusta a cada semana, com base na avaliação do cliente.

O futuro digital está se transformando de maneira decisiva: de interfaces do usuário para experiências do usuário. As organizações bem-sucedidas conduzirão a experiência do cliente por meio de interações essencialmente sem atritos.

A tarefa de transformação é contínua. Empresas que a abraçarem implacavelmente vão colher os benefícios de funcionários completamente habilitados, de clientes totalmente engajados e de

percepções orientadas por dados – elementos poderosos da arte e ciência de antecipar o futuro. Essas companhias serão mais rápidas, com agilidade para gerar valor de mercado, mesmo sob condições adversas. Elas irão possuir a capacidade de transformar os mecanismos obsoletos em sistemas dinâmicos e trazer, com a mudança, o potencial de revolucionar experiências culturais em um nível global.

Saiba mais:
5 vídeos do TED sobre as cidades do futuro
Economia das Ideias: 4 passos para a transformação
Transformação digital: 9 etapas para a autodisrupção

Imagem: Pixabay

Comentários

Notícias Relacionadas

IT Mídia S.A.

Copyright 2016 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.